13 junho 2009

Os limites do corpo humano



Estes dias fiquei me indagando sobre os limites do corpo humano, e cheguei à conclusão de que certamente existe um limite para os recordes nos mais diversos esportes como a natação e o atletismo, por exemplo.

Segunda a minha teoria existe um recorde ao qual nenhum atleta conseguirá bater, este seria o limite do corpo humano, e estou certo de que realmente existe.

Buscando uma forma de predizer o menor tempo possível para uma corrida de 100m, me deparei com alguns dados necessários, seriam eles:
- A massa do atleta.
- A inclinação de seu corpo em relação à pista.
- O coeficiente de atrito entre sua sapatilha e a pista.

Até aí tudo bem, suposições podem ser feitas facilmente, o problema está em outros dados que me seriam necessários, tais como:
- O valor máximo de energia que se pode obter de uma dada massa muscular (daquele músculo das pernas do corredor).

Estou certo de que esta energia deveria ser gerada num menor intervalo de tempo possível, afinal o atleta está interessado no menor tempo, portanto essa potência depende também da vazão de determinadas substâncias químicas nos músculos do atleta e da quantidade de células musculares.

Portanto posso concluir que os limites do corpo humano estão fora do campo da física, são problemas muito mais relacionados à fisiologia do que propriamente à física.

Espero que isto sirva de combustível para que os atletas continuem se empenhando e treinando para chegar ao seu limite. O limite passa então a ser algo inerente à natureza de cada um!

fonte: fisicomaluco



Um comentário:

  1. adorei esse depoimento , um exempla de vida ''

    ResponderExcluir